top of page

Funções de um Dev Jr. e suas Características


desenvolvedores júniors trabalhando em equipe em um escritório

Não é novidade que o mercado de tecnologia está crescendo cada vez mais. Novas oportunidades surgem a todo momento, e muitas empresas precisam de profissionais capacitados para preencher essas vagas. O desenvolvedor é uma dessas profissões do futuro, muito requisitada no setor de tecnologia.


Com o mínimo de experiência em desenvolvimento, uma pessoa já pode ingressar no mercado e ser considerada um Dev Jr. Com o tempo, adquirindo experiência e desenvolvendo suas habilidades, sua senioridade aumenta, passando de Júnior para Pleno e, por fim, Sênior.


Mas o que um Dev Jr. faz afinal? Como saber se estou pronto para entrar no mercado de tecnologia?


Vamos abordar esses tópicos neste texto. Vamos que vamos!


Desenvolvedor Júnior: O que é?

O Dev Jr. é um profissional que está começando na programação, com experiência mínima no mercado de trabalho e conhecimento básico para atender aos requisitos de uma empresa em tarefas simples, como corrigir pequenos bugs que não sejam críticos. Os desenvolvedores juniores são essenciais na equipe, pois têm muita disposição para aprender e são requisitados por desenvolvedores mais experientes para auxiliar em diversas tarefas.


Por ainda ter pouca experiência, um Dev Jr. precisa do apoio de um desenvolvedor mais experiente para dar suporte e acompanhá-lo durante seu desenvolvimento.


Características de um Dev Jr.


  • Experiência de 0 a 3 anos como programador;

  • Vontade de aprender coisas novas;

  • Comprometimento com a qualidade do trabalho;

  • Conhecimento teórico recente na área de TI;

  • Interesse e conhecimento em novas tecnologias;

  • Domínio de recursos básicos das linguagens;

  • Muita disposição para aprender e trabalhar em equipe.


O que um Dev Jr. deve saber?

Lógica de Programação A lógica de programação é fundamental para qualquer desenvolvedor. Entender como um código funciona e ser ágil na sua escrita é essencial no dia a dia de uma empresa. Um desenvolvedor júnior deve saber definir etapas e organizar seu código, o que ajuda a resolver problemas que podem surgir.


Estrutura de Controle e Repetição

Para um desenvolvedor júnior, entender as etapas do código é crucial. No entanto, isso não basta se ele não souber como o código é executado. Estruturas de controle e repetição são comuns na programação para executar ações diferentes conforme a escolha do usuário. Por exemplo, para redirecionar um usuário à página de perfil apenas se ele estiver logado, é necessário verificar essa condição. Isso melhora a experiência do usuário e permite controlar áreas específicas do site.


Estrutura de Dados

As linguagens de programação possuem diversos tipos de dados, como inteiros, booleanos e strings. Para usá-los em projetos, é preciso organizá-los e entender suas funções. Estruturas de dados, como arrays e objetos, ajudam nessa organização. Um desenvolvedor júnior deve conhecer essas estruturas, pois são frequentemente usadas em códigos.


Paradigmas de Programação

O objetivo principal de um desenvolvedor é resolver problemas. Para isso, é preciso saber como escrever o código, conhecer a sintaxe e as regras da linguagem usada. Paradigmas de programação são modelos de escrita de código aplicáveis a uma linguagem. Entendê-los aumenta a produtividade e padroniza o código na equipe.


HTML

HTML é a base da web. Com essa linguagem, criamos a estrutura dos sites, definindo os elementos e informações interpretadas pelos navegadores. Um desenvolvedor júnior precisa dominar essa linguagem antes de qualquer coisa, pois ela é a base de toda construção na web.


CSS

Com a base do site pronta, é hora de estilizar. O CSS é usado para decorar e pintar o site, tornando-o visualmente agradável. Aprender CSS é essencial para qualquer desenvolvedor que deseja criar sites bonitos e funcionais.


JavaScript

Para criar aplicações web que resolvam problemas, dominar uma linguagem de programação é crucial. O JavaScript é a linguagem mais popular dos últimos anos, sendo usada tanto no Front-end quanto no Back-end, além de desenvolvimento mobile. Um desenvolvedor júnior deve ter um bom conhecimento em JavaScript para entrar no mercado de trabalho.


E como me tornar um Dev Jr.?


1. Conheça o Mundo da Programação

Antes de tudo, é importante gostar e ter afinidade com a tecnologia. A programação exige muito estudo, dedicação e tempo, podendo ser frustrante se você não se identificar com essa área. Nem tudo é sobre dinheiro; é essencial encontrar satisfação pessoal no que faz. Conecte-se com outros programadores nas redes sociais, converse com profissionais mais experientes, escute suas opiniões e entenda suas experiências. E, principalmente, conheça a si mesmo. Descubra seus gostos e facilidades para definir melhor sua área de atuação na programação.


2. Desenvolva seu Raciocínio Lógico

Ter uma boa lógica de programação é crucial para um desenvolvedor júnior. No dia a dia, surgirão problemas que precisam ser resolvidos rapidamente, exigindo agilidade e raciocínio lógico. Essa habilidade é muito importante para sua carreira. Existem diversos sites e ferramentas online, como o CodeWars, para ajudar a desenvolver e praticar essa competência.


3. Tenha uma Visão Geral

Ao entrar na programação, você precisará escolher uma área de atuação, pois é impossível dominar todas as linguagens. Mesmo que você trabalhe no Frontend, é importante ter um conhecimento básico de Backend. Isso tornará você um profissional mais versátil e valorizado, capaz de resolver problemas que outros talvez não consigam.


4. Mantenha-se Atualizado

A tecnologia avança rapidamente e novas tecnologias surgem o tempo todo. Um desenvolvedor júnior deve estar sempre por dentro das novidades, mantendo-se atualizado e testando novas funcionalidades.


5. Aprenda Inglês

O inglês é muito importante em qualquer profissão, mas para programadores é ainda mais relevante. Com o inglês, você pode trabalhar em qualquer lugar do mundo. O setor de TI precisa de profissionais não só no Brasil, mas em muitos outros países. Imagine receber um salário em dólar ou euro trabalhando remotamente, ou até mesmo ter a chance de morar em outro país. Incrível, não é?


6. Invista na Sua Formação

Aprender a programar leva tempo e dedicação. Embora seja possível aprender sozinho, o caminho pode ser mais longo e difícil. Para facilitar esse processo, procure cursos conceituados, com boa estrutura e foco na empregabilidade do aluno. Aqui na StackX, possuímos tudo e mais um pouco do que você precisa. Acreditamos em nossos alunos e garantimos uma formação de sucesso, até mesmo oferecendo oportunidades de emprego e a possibilidade de serem monitores enquanto realizam nosso curso.


Conclusão


Se você busca um curso renomado e respeitado no mercado de trabalho de tecnologia, aqui é o lugar certo para você! Não perca tempo e comece a estudar agora mesmo, ainda há muito para você se desenvolver! Seja mais um dos mais de 200 alunos formados no nosso programa Full Stack que já estão atuando no mercado de trabalho!



Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Facebook
bottom of page